Maha Chohan é o representante do Espírito Santo.

Aquele que ocupa esse cargo na hierarquia representa o Espírito Santo de Deus Pai-Mãe, de Alfa e Ômega, para as evoluções deste planeta e para o reino elemental. O retiro do Maha Chohan, o Templo do Consolo, está localizado no plano etérico com um foco no plano físico na ilha de Sri Lanka (antigamente conhecida como Ceilão), onde as chamas do Espírito Santo e do consolo estão ancoradas. Sua chama gêmea é Palas Athena, a Deusa da Verdade. Maha Chohan significa “Grande Senhor”. O Maha Chohan é o Grande Senhor dos sete chohans, o diretor dos sete chohans dos raios. Entre as qualificações para ocupar esse cargo na Hierarquia está atingir o nível de adepto em cada um dos sete raios que, juntos, dão origem à pura luz branca do Espírito Santo. Com os sete chohans, o Maha Chohan inicia nossas almas como preparação para recebermos os nove dons do Espírito Santo, mencionados em 1 Coríntios 12:4-11. O elemento que corresponde à chama do Espírito Santo é o oxigênio. Sem ele, nem o homem nem a vida elemental poderiam continuar prestando serviço. A consciência do Maha Chohan é, portanto, comparável ao Magneto do Grande Sol Central. Ele focaliza o magneto sobre o planeta e atrai para a Terra as emanações do sol necessárias para sustentar a vida.

Auxiliando-o em seu serviço, estão as legiões de anjos do fogo branco que servem à pura luz branca do Espírito Santo de Alfa e Ômega ancorada no magnífico altar do fogo sagrado, no seu retiro etérico sobre a ilha de Sri Lanka. Aquele que atualmente ocupa o cargo de Maha Chohan esteve encarnado como o poeta cego Homero, cujos poemas épicos, a Ilíada e a Odisséia, incluem sua chama gêmea, Pallas Athena, como personagem central. A Ilíada relata a história do último ano da Guerra de Tróia, enquanto que a Odisséia focaliza o retorno de Ulisses para casa, um dos heróis da Guerra de Tróia. Historicamente, sabe-se muito pouco sobre Homero, mas a maioria dos estudiosos acredita que ele compôs seus poemas no século VIII ou IX a. C. Já naquela época, sua consciência estava sintonizada com a chama do consolo e a radiação, que ele sustentava com o foco da chama do seu coração. Foi uma grande bênção para a vida elemental. Em sua encarnação final como um pastor na Índia, a luz que atraía em silêncio mantinha a chama para milhões de correntes de vida. Ele atingiu essa mestria consagrando seus quatro corpos inferiores como um cálice para a chama do Espírito Santo e para a sua consciência, como um transformador para reduzir as emanações de Sanat Kumara, o Ancião de Dias. O Maha Chohan auxilia a todas as pessoas da Terra quando entram neste mundo ou quando o deixam. No momento do nascimento, está presente para infundir o sopro da vida no corpo e para acender a chama trina que desce à manifestação na câmara secreta do coração. O Maha Chohan também ajuda no momento da transição conhecida como morte, quando vem para retirar a chama da vida e o sopro sagrado. A chama, ou centelha divina, retorna para o Santo Cristo Pessoal, assim como a alma, encerrada no corpo etérico. Da mesma maneira, ele o assistirá em todas as encruzilhadas da vida, se você simplesmente fizer uma pausa, quando estiver tomando alguma decisão, para pensar no Espírito Santo e dizer o mantra: “Vinde Espírito Santo, ilumina-me”. A radiação do Maha Chohan pode ser acessada na composição musical Homing, de Arthur Salmon.
 
 
 
Fonte : internet




 

 MAHA CHOHAN  (O Grande Senhor dos Sete Raios), numa das suas encarnações passadas pela terra foi o poeta Homero, a quem se atribui a famosa obra Odisseia **

** (Épico que conta a estória do guerreiro Ulisses que se perde no regresso a casa após a batalha entre Gregos e Troianos.  Ulisses anda assim à deriva durante largos anos, visitando lugares habitados por estranhas criaturas e enfrentando os maiores desafios.  Penélope, sua esposa, espera desesperadamente por ele ao longo dos anos mas Ulisses é então dado como Morto e faz-se pressão para que Penélope torne a casar.  Esta promete então escolher um pretendente quando terminar um tapete que começa a tecer todos os dias.  Numa tentativa de adiar a sua decisão, Penélope desfaz no tear durante a noite tudo aquilo que tecia durante o dia...)
.

Na sua última encarnação na ÍNDIA, este Mestre atingiu a mestria pela dedicação dos seus quatro corpos inferiores como cálices para a chama do Espírito Santo.  Jesus quando foi baptizado viu a chama branca do Espírito Santo, representada por uma pomba que desceu sobre Ele.

Ele é o Grande Senhor dos Sete Raios e dirige as actividades de todos os Mestres reunindo-se regularmente no seu retiro em Sri-Lanka (antigo Ceilão).

 

Image

 


Contatos

Portal Luz da Nova Era

Rio de Janeiro


 

Maha Chohan

 

Sintam-se envoltos pela irradiação do Espírito Santo, pela energia cósmica que flui da forma como vocês a invocaram e perpassa os seus corpos! Tudo que houver de bom será colocado a caminho, para preencher os nossos alunos que trabalham com tanta dedicação. Nós lhes agradecemos, queridos amigos, pelo trabalho pela Luz para o mundo. EU sou sempre seu amigo,MAHA CHOHAN


Maha Chohan

REPRESENTANTE DO ESPÍRITO SANTO PARA A TERRA

Três Grandes Seres Cósmicos atuam, paralelamente, no desenvolvimento, trazendo à Terra auxílio espiritual. São os seguintes: MANU – INSTRUTOR DO MUNDO – e MAHA CHOHAN. O MANU é responsável pelos novos nascidos do espírito original, os quais são por Ele atraídos do Coração do Sistema Solar e levados às sete esferas internas. De acordo com seu livre arbítrio, os novos espíritos podem escolher em qual dos sete raios desejam desenvolver-se e evoluir. Estes espíritos originais recebem as sete pulsações correspondentes às sete raças-raízes e suas sub-raças, tornando-se aptos à encarnação. O Manu representa, para estes espíritos, o DEUS-PAI. Sua tarefa consiste em protegê-los, em ajudá-los em sua maturidade. Presentemente, existem sobre a Terra as atividades de quatro Manus. O segundo Aspecto da Divindade é representado pelo INSTRUTOR DO MUNDO ou CRISTO CÓSMICO. Há muitos séculos esta...

—————