TRES LONGOS COMUNICADOS SOBRE O “FIM DO JOGO” - COMUNICADO 1 -

01-06-2009 21:27

 

Canalização do Mestre Ascensionado Adama (da Terra Interna)
COMUNICADO 1
 
Poucos o entenderão e muito menos o verão. Mas todos o sentirão
01/06/2009
Nota do Editor: este é o primeiro comunicado de uma série que nos envia o Mestre Ascensionado ADAMA e que foi denominado: ”SOBRE A MUDANÇA DO FIM DO JOGO”. E que é uma espécie de continuação de sua mensagem de maio - A GRANDE DECISÃO – e antes do evento de 05 de junho p.p.
 
E Assim é, meus queridos - o jogo acabou antes do previsto. Poucos o entenderão e menos pessoas o verão, mas todos o sentirão. Como já se sabe, a decisão do Pai é de considerar terminado o jogo. Essa decisão levou em conta todas as outras alternativas, tal como acabar o jogo na Terra retirando os jogadores e permitindo que a Terra se restaurasse sozinha e seguisse sua viagem sem passageiros. Não teria tido sentido levar os humanos à Nova Terra para reiniciar um suposto jogo ali, na 5D. E tampouco leva-los a um planeta diferente da 3D e continuar com as pendências tridimensionais, a maioria. Isso poderia acontecer se houvesse a intenção de continuar o jogo até que todos os humanos obtivessem as experiências para conseguir sua condição de Ascensão. Mas já não parecia ser possível restaurar o propósito real do jogo original. O jogo original era obter o conhecimento através de experiência do modo de vida possível na 3D. Mas isso se conseguiu através de muita crise e em condições muito adversas, e com prolongadas (demais) experiências dos humanos. Esses humanos que agora aparecem em uma condição muito precária e maltratada, muito afetados pela longa permanência nas baixas vibrações da 3D. Essa situação que se gerou na 3D esteve além do originalmente planejado. O Plano original não considerava possível que os jogadores que vinham da Luz perdessem sua conexão com a Fonte, situação muito desvantajosa para eles. Os humanos praticamente passaram a etapa da 3D desconectados, separados do Amor de Deus. E nessas condições, confrontar a escuridão era quase uma derrota certa. Não foi exatamente assim, mas os humanos viveram em grande desvantagem. A escuridão (os reptilianos) em questão estava já muito envolvida em grande crueldade e com instrumentos de controle e dominação muito refinados. Os representantes da escuridão usaram essa vantagem para estabelecer uma condição de dominação e controle que chegou a criar uma escravidão, com eles beneficiando-se de tal condição. De fato esse era seu plano, e quase conseguiram atingi-lo.  Não o conseguiram de fato, mas o efeito de tão largo e efetivo domínio se manifestou em todos os setores; e o humano que procurava a Luz não encontrava apoio para liberar-se dessa dominação. Desejava-o, buscava-o com esforço, mas sempre com a desvantagem da separação e a ignorância. A separação com Deus era o mais grave, pois outra realidade teria se manifestado se o Amor de Deus os tivesse alimentado. E isso se combinou com a ignorância que o humano tinha de sua Divindade Interior; a ignorância ou falta de consciência de que Deus estava em cada um deles, que eles tinham o poder de criar sua realidade e não tinham que entregar esse poder ao escuro (escuro réptil)que se ergueu como o controlador e guia das sociedades formadas em todo o planeta. (muito bom material, em espanhol): http://www.bibliotecapleyades.net/sumer_anunnaki/esp_sumer_annunaki30.htm Por isso foi tão longa e tão árdua a experiência da 3D. Em outras condições, se não tivesse existido a chamada queda da humanidade, as experiências tidas com a escuridão (reptiliana) não teriam levado o ser humano consciente de sua divindade, ao julgamento do bem e do mal, à culpa e ao medo. A vergonha, como emoção que provocou essa humilhação, essa entrega de poder e a aceitação de um “castigo” como conseqüência, estabeleciam uma dominação aparentemente inevitável e “justa”.  A dominação se deu impondo regras através de ‘leis’ que determinavam os comportamentos supostamente ‘convenientes’ para o domínio dos poderosos controladores e castigos “legalmente autorizados” para quem não cumpria as ‘leis’. Toda uma falsa idéia de justiça se desenvolveu a favor da ‘lei’ e a ‘ordem’ que despedaçou a dignidade e o poder dos humanos, já submetidos a esse controlador. E o controle se disfarçou de legalidade e assim se assegurou de que teria o poder em suas mãos em qualquer circunstância, trocando o livre arbítrio pela obediência, assim disfarçada de ‘legalidade’. A corrupção e o engano deixaram de ser experiências isoladas, apropriadas para conhecer-se, tomando seu lugar na evolução de cada um. Se tornaram, em troca, o modo de vida socialmente aceito, tolerado como inevitável, com seus efeitos devastadores na honestidade de vida e a dignidade. Todo o sistema de vida foi alimentado com esse propósito: o controle do ser humano. Já não havia liberdade de escolha real em nada, só de aceitação. Com isso se afastava o humano de seu poder criador de escolher livremente o que queria e como queria viver. As aparentes opções eram determinadas com antecedência pelo controlador e em todos os casos afundavam mais o ser humano na Separação do Amor. Deu-se o nome de 'amor' à necessidade de ser amado, jogando fora a possibilidade de encontrar o amor real, que está dentro de cada um de nós, e assim se garantiu que ninguém o encontraria nunca; e depois se criou um ‘negócio’ baseado em suas falsas manifestações. (NT: as Igrejas da religião) Não ficava nada na Luz. As religiões, que deveriam atuar para re-ligar o humano com o Divino, ‘descobriram’ que tinham a possibilidade de converter-se em membros poderosos do grupo dos controladores dos seres humanos e viver com privilégios, sempre atuando através do uso enganoso das imagens e conceitos de Divindade, paz e amor, para conseguir manter o controle de quem se aproximava delas. O que o ser humano encontrava aí nessas 'religiões' era sempre uma verdade manipulada e desvirtuada. O poder em todas suas formas apareceu nesse esquema de controle E nessas condições, o jogador que tinha a intenção e o papel original de contribuir com sua Luz ao processo, para que os representantes da escuridão caminhassem para essa Luz, não tiveram fonte de Luz alguma para realizar seu objetivo. Ficaram só alguns exemplos isolados que só conseguiram transcender em áreas e momentos pequenos do árduo processo da 3D. Quando a consciência humana estava em um de seus momentos mais baixos, vieram Yeshua (Jesus) e Maria Madalena e um grupo de almas de avançada consciência com eles, enviados dos planos superiores, que viam a desvantajosa condição da Luz diante da escuridão controladora. Eles deveriam semear a semente do amor crístico, o mesmo que então se havia perdido na queda da humanidade. Conseguiram estabelece-las nos seres humanos apesar da perseguição feroz iniciada após a crucificação de Jesus e continuada com a perseguição a Maria Madalena e a Mãe Maria. A escuridão (os reptilianos e todos seus seguidores descendentes) tomou cruéis e poderosas medidas para falsear e apagar a mensagem e o exemplo do que Maria Madalena realizou e significou na França e Inglaterra. A escuridão tinha assumido o controle e a Luz tinha que viver oculta, escondida, disfarçada. Não podia florescer e em troca se perdeu, desvirtuou-se, ao ser infiltrada pela escuridão. A Matriz (Matrix) do medo era muito efetiva em impedir o amor. E se efetivamente os ensinamentos de Yeshua (Jesus), Maria Madalena e seus seguidores sobre o amor crístico tivessem sido ancorados na consciência dos seres de então, a experiência da 3D talvez tivesse terminado há muitos anos da maneira originalmente prevista: a Luz prevalecendo sobre a escuridão, com todas suas manifestações de compaixão, amor e unidade. Poderia ter ocorrido cinqüenta, cem ou mil anos logo depois da vinda de Yeshua (Jesus) e Maria Madalena. E o jogo teria terminado então. Já estaríamos na etapa seguinte da evolução, há mil ou dois mil anos. Mas não pôde ser assim. A escuridão aumentou a perseguição e refinou seus métodos de controle. O controle deles foi muito efetivo. Os originais representantes e os detentores do poder da escuridão (os reptilianos) se mantiveram alertas na manutenção de seu domínio sobre todo aquele que queria desenvolver sua consciência. Com freqüência simplesmente o eliminava. Ao refinar-se, inventou os mais sofisticados sistemas econômicos e monetários que favoreceram seu domínio. Utilizaram os meios de comunicação e tornaram oficiais e obrigatórios os sistemas de educação e cultura de obediência, penetrando na cultura familiar, com isso assegurando que, desde crianças, os humanos estariam condicionados a acabar inseridos em seu sistema de semi-escravidão, como os empregados de empresas e fábricas. Já quase tinham a situação ideal para funcionar como dominadores do Planeta, enquanto alimentavam guerras e violência, que serviam a seus propósitos. (NT: fontes de busca mais aprofundada sobre este processo: nova ordem mundial, os reptilianos, os Iluminatti, annunaki, Bilderberger,Nós Somos os Nibiruanos, etc) A necessária mudança de consciência para que florescesse a Luz se afastava cada vez mais da realidade e os efeitos da dominação da mente e das emoções, via-medo, eram cada vez mais efetivos e o ser humano perdia cada vez mais o desejo de libertar-se. Os humanos se confundiam com o materialismo da 3D e estacionaram nesse estado de consciência, perdendo a sua “consciência da Divindade”. Perdida a dignidade, o desejo da maior parte de humanos era sobreviver, 'ir vivendo' e se uma oportunidade aparecia, o 'ideal' era levar vantagem sobre os outros e se possível subir aos postos de poder e privilégio do corrupto sistema de controle. Só uns poucos conseguiam evitar essas crenças em algum grau e mantinham um desejo de uma vida mais justa, com mais prosperidade, com mais unidade, em maior paz, com mais Luz e em maior Amor. A escuridão deixava poucos espaços para aqueles que queriam falar sobre a necessidade de mudar a situação, ou que protestavam, ao mesmo tempo em que os mantinha sob observação e controle. Quase sem exceção foi assim que aconteceu. E a cabala (no sentido de gangue, quadrilha) de controladores era formada por um grupo de entidades que nem sequer formas humanas tinham (os reptilianos). Haviam permanecido em corpos originais não humanos (répteis) e residiam em lugares dentro da Terra, em 4D. E dali comandavam seus subordinados em ação sobre a superfície da Terra. Atuavam tanto em forma humana como em forma etérica. Um controle total aproveitando conhecimentos muito avançados para dominar. (NT: Há condições de maior aprofundamento sobre esses fatos através de muitos outros canais de informação.) E assim avançou o tempo do ‘jogo na experiência da 3ª D’. E parecia que não ia ser possível que a Luz prevalecesse sobre a escuridão, visto que a vantagem tomada desde seu início nunca se pôde descontar. Assim chegou 1987, uma data determinada como limite para avaliar a situação do 3º.experimento dimensional. Quando a Hierarquia Espiritual fez a avaliação junto com a Terra, surpreendeu-se inclusive de que houvesse suficiente luz na humanidade para esperar que no tempo restante ao fim de ciclo galáctico destinado para a experiência na 3D, o resultado pudesse ser favorável para a Luz. Não era necessário que todos os humanos estivessem em consciência e Luz, mas tão somente uma massa crítica crescente em número, que permitisse a instalação das adequações para que um grande número de humanos despertasse para a consciência de sua Divindade e se pudesse obter sua ascensão em vida e se fossem junto com a Terra para a seguinte dimensão que a Terra já tinha escolhido como seu novo lugar de residência, aproveitando a oportunidade da mudança do ciclo galáctico que estamos agora por viver. Com isso se daria por terminado o jogo da 3D. O prazo se acabava em 2012. Naquela ocasião, durante a chamada Convergência Harmônica de 1987, fizeram-se muitas considerações por parte das Hierarquias mais altas do Universo. Foi um caso de especial atenção, porque do resultado do experimento da 3D na Terra dependem muitas mais decisões e condições energéticas em todo o Universo. Considerou-se que a Humanidade, em geral, estava muito atrasada em consciência e sob muito baixa freqüência de vibração. Portanto se decidiu introduzir apoios para acelerar algumas mudanças urgentes e chaves para a evolução da consciência humana nos escassos 24 anos finais dos doze mil e quinhentos destinados a isso. Então, o Pai em Sua infinita sabedoria, criou uma série de Dispensações Divinas que não estavam previstas no planejamento original do Jogo e que afetam o curso da evolução. Recordemos algumas delas: *A participação de Mestres Ascensionados e Seres de Luz*
 
Era para os Mestres Ascensionados passarem ensinamentos avançados para a evolução da consciência dos humanos a fim de que pudessem descobrir quem realmente são aqui e na galáxia. Também era para apoiar os esforços de Ascensão dos humanos para a alta freqüência de vibração requerida para seu passo à seguinte dimensão e a integração com seu Ser Superior. E o que aconteceu com eles? Depois de mais de vinte anos de presença e ativa participação, a sensação dos Mestres é que seus ensinamentos não foram colocados em prática pela grande maioria dos trabalhadores da Luz a quem foi dirigida. E então se avançou pouco na ascensão e há muito poucos humanos preparados para ir-se com a Terra à 5D agora. Recentemente houve uma mensagem conjunta sobre isso insistindo para que os trabalhadores da luz acelerassem sua preparação prática. A resposta foi quase nula. *A chegada maciça das Crianças Índigo*,
 
que chegaram com a força interior e a consciência avançada para procurar romper a cultura de obediência por via do choque frontal com o autoritarismo enraizado nas famílias e na escola. Era uma medida drástica e dura para essas crianças, mas imprescindível para obter a mudança de consciência dos humanos que estavam vivendo sob o esquema de dominação da escuridão. E esses seres índigos tiveram grandes dificuldades na grande maioria dos casos, tornando-se evidente o profundo apego à crença de obediência, semeada pelos escuros para perpetuar o controle. Mas se considerava que isso iria evoluir e que os já jovens e adultos índigos, mesmo tendo sido dominados na infância, conseguiriam despertar e se tornariam os homens e mulheres criadores da mudança usando sua força interior e elevada consciência. *A chegada das Crianças Cristal*,
 
ainda de maior freqüência de vibração e mais alta consciência, autorizou-se também. Eles chegaram já com a consciência de Paz e Amor Crísticos, porque seriam os Mestres desse modo de vida. Mas não foi assim na maioria dos casos. Poucas vezes tiveram o amparo esperado dos Índigos e se tornaram 'presa fácil' da repressão e da opressão em famílias e escolas. E enfrentando esta dura cultura da obediência e castigos, muitos sucumbiram, submetendo-se por medo e incapacidade de se defenderem “Quero retornar!” era o clamor entre soluços de muitas dessas crianças, acostumadas ao Amor e ao respeito, quando submetidas ao cruel tratamento dominador… e muito retornaram. Há suficientes crianças índigo e cristal para atuar em sua missão quando se ative a consciência, mas sua experiência foi muito dura e muitos estão afetados por isso no emocional, mental e espiritual, principalmente. A crueldade da repressão familiar e da escola se enfureceu com eles por sua resistência a submeter-se e a obedecer aos mandos e desmandos dos controladores. Também chegaram outras Sementes Estelares de planetas de elevada freqüência de vibração para encarnar como humanos pela primeira vez e contribuir para a elevação da freqüência de vibração da humanidade e da Terra. Apenas por amor e para não perder a aventura da Mudança. Todos estes resultados até esta data deixam evidente que é muito profundo o arraigo da identificação dos humanos com a 3D em que hão vivido tanto tempo, e não têm consciência de que esta maneira de viver é do mais baixo nível que há no Universo e que lhes esperam outras mais avançadas. A dominação escura inicial ajudou a que se perdesse essa consciência de que esta é só uma etapa da evolução e a mais dura, e conforme o tempo transcorria, as almas se identificaram cada vez mais com os mundos inferiores que estavam explorando nesta dimensão.

—————

Voltar