A EVOLUÇÃO DE UM SER ELEMENTAL

 

 

O Reino Elemental age em direção ascendente, começando pela menor das inteligências e indo até os Construtores das Formas, que criam os corpos dos humanos, percorrendo os degraus da Natureza. São eles que constroem montanhas, cidades e, finalmente, atingem a dignidade de um Elohim ou se tornam Veladores Silenciosos de um planeta, de um Sistema Solar ou de uma Galáxia.
O poderoso Maha Chohan trabalha em estreita colaboração com os seres elementais. É Ele quem instrui estes pequenos seres, até que estejam aptos para construírem as formas.
Em Seu Templo, na Terceira Esfera, eles recebem ensinamentos, enquanto observam um modelo, que talvez represente uma minúscula flor, uma gota de sereno ou flocos de neve. O Construtor de uma forma que, ao mesmo tempo, é o Guardião do Templo, objetiva um modelo e o deixa flutuar na atmosfera, a vista de seus discípulos. Estes esforçam-se em obter a mesma forma, corporificando-a. Experimentam imitá-la na cor, no molde e no desenho. No principio, não são capazes de sustentar a forma por mais de um segundo no máximo, dois segundos, mas continuam sendo instruídos.
Finalmente, após várias experiências, conseguem, realmente, corporificar a forma. Talvez ela represente a flor da maça.
Após o êxito dessas repetidas experiências, o instrutor daquele Templo põe-se em contato com os Devas da Natureza para participar-lhes que dispõe de um grupo de elementais já aptos ou capazes de corporificar as flores da macieira, no pomar que lhes for determinado. Tudo isto soa tão fácil no entanto, são necessários anos de exercícios e autocontrole, não só aos seres elementais, como também, ao Instrutor. Mas, enfim, chegam a tanto que surge uma delicada primavera vestida de flores brancas e rosadas.
Flores de macieira exalam um suave perfume e os homens caminham sob as floridas árvores, deleitando-se e aspirando o seu delicioso perfume. O agricultor espera, no outono, uma bela colheita; as abelhas estão contentes e sorvem, diligentemente, o  néctar das flores. Também está feliz o ser elemental, pois ele cumpriu sua tarefa! Ao terminar o curto período da primavera, as flores desfolham e o invisível obreiro retorna ao seu lar, para receber novas tarefas. Seres elementais são Seres mentais. Elemental quer dizer: el-e-mental = espírito divino.

 http://www.eusouluz.iet.pro.br/evolelemental.htm