1 - A SOBRECARGA DE INFORMAÇÕES

 

Durante milhares de anos existiu um grupo de elite que controlava todo o conhecimento e informações. Esse grupo era composto pelos que detinham o poder: xamãs, padres, lideres religiosos, chefes das estruturas do governo ou do governo em si. Partes desse conhecimento foram divulgadas muito lentamente, modificadas ou mesmo alteradas, de maneira a impedir o homem comum de saber a verdade total. No passado, por causa da falta de oportunidades de estudo e de nossa concentração na sobrevivência, bem como do poder que damos a quem diz “que sabe”, num piscar de olhos acreditávamos em nossos lideres. Isso conduziu a muitas guerras e ao acumulo de muitos preconceitos e ódio entre as pessoas, raças e paises. Passamos a dar por certo que certas pessoas ou grupos tinham as respostas para nós. Em geral eram religiões e governos. Eles foram os “profetas” de nossos tempos...

 Há muitas pessoas hoje que acreditam, inclusive o governo, que se nós soubéssemos a verdade sobre a tecnologia, seres extraterrestres, controle da mente, nossas verdadeiras origens ou centenas de outros segredos, nossa sociedade ruiria e deixaria de existir da forma como a conhecemos. Aí se inclui o possível desmoronamento do cristianismo, de nossa própria segurança interna, nossa moralidade, nossa “zona de conforto” e bem-estar, a verdadeira natureza do nosso próprio ser, ‘quem somos nós’ e ‘por que estamos aqui’ e até mesmo nosso conceito de Deus. O que está acontecendo hoje é que somos sobrecarregados com informações que desafiam o próprio âmago de “quem” e “o que” somos. Com o advento da internet e dos programas de noticias de 24 horas que nos colocam em contato imediato com o mundo todo, ficamos tão saturados com tantas informações, que estamos uma vez mais procurando alguém para nos dizer o que tudo isso significa.  Recentemente recebi uma carta de um famoso professor espiritual. Essa carta foi remetida a muitos paises diferentes. Nessa carta havia trechos de informações detalhando o fim do mundo. Comecei a receber telefonemas de pessoas mortas de medo e perguntando “o que deveriam fazer”. Estavam realmente com medo de fazer o que quer que fosse. Esse medo, que pode se tornar paralisante, na verdade é uma emoção fora de hora. É o medo de que algo que aconteceu no passado aconteça novamente ou a sensação de que algo que nos foge do controle está prestes a acontecer, num futuro imediato. O medo nunca é oportuno e nunca pode levar a mudanças, pois as mudanças só podem acontecer no tempo presente. Uma preocupação que tenho é que se muitas pessoas derem a seu medo toda sua energia, ele poderá se concretizar materialmente. Em comum à resposta geral à carta havia a sensação de um futuro medonho e o desejo de que alguém nos salvasse. Foi aí que certos gurus ou “profetas” entraram de muito bom grado. Historicamente quando estes tipos de situações eram previstas mas não aconteciam, na maioria das vezes um destes videntes ou ‘conhecedores’ se apresentavam dizendo que tinham conseguido a ajuda de seus guias, anjos ou poderes sobrenaturais, que tinham vindo nos salvar... Em conseqüência muitos de nós penhoramos nossa confiança e apoio eternos a esses nossos “salvadores”. É importante saber que essas mudanças na verdade nada tem de novo. Eu e meus familiares mais chegados temos seguido algumas dessas informações com atenção, há vários anos, através do rádio e internet. Toda noite novos entrevistados aparecem, acrescentando suas idéias e opiniões sobre o que virá, desde as projeções financeiras até as novas traduções das antigas profecias de Nostradamus, passando pelas melhores projeções feitas por renomados cientistas. Todos tinham a mesma mensagem: as mudanças são iminentes. O fator mais importante que muitos de nós esquecemos é a importância do discernimento. Podem existir três de nós com diferentes pensamentos e idéias e cada qual criará uma visão única e muito diferente. Aquilo em que vocês acreditam e em que se concentram se TORNARÁ sua realidade.  Todos estes ciclos de mudança, que parecem tão novos e assustadores a tantos entre nós, na verdade sempre estiveram acontecendo. Só que esta é a primeira vez em que fomos expostos a tantas informações sobre estas mudanças, de uma vez. Por ex., em qualquer dado dia ocorrem aproximadamente 20 a 30 terremotos ao redor do mundo. Isso vem acontecendo desde que se passou a registrar a historia, mas até o advento da comunicação instantânea, a maioria de nós não tinha conhecimento desse fato. Ficamos sabendo que, ao longo da história, milhões de pessoas morreram por causa tanto do homem como de causas naturais, inclusive doenças, guerras e mudanças na Terra. A diferença é que ouvimos falar da maioria dessas catástrofes depois de ocorrerem, sentindo-nos seguros por saber que não aconteceram conosco. Não acredito que a Terra será destruída. Não acredito que haverá morte e destruição em massa. Minha realidade diz que esta época pode ser uma transição suave, um tempo de graça e tranqüilidade em meio à mudança. Então, o que vocês podem fazer por si mesmos para terem a maior tranqüilidade possível e o maior numero de escolhas em qualquer tipo de mudança? O que descobri que funciona para mim, minha família e meus amigos íntimos é o seguinte: sejam fisicamente ativos, descansem, relaxem, alimentem-se corretamente e bebam bastante água. Saiam e fiquem perto da terra e dos animais. Nadem e fiquem perto da água (não nas costas litorâneas, entretanto...). Trabalhem na terra ou em seu jardim ou passem tempo em contato com a natureza. É importante também observar a sua “paixão” e o que adoram fazer. “Paixão” é uma palavra-chave. O que os motiva? O que os deixa “ligados”? O que leva à sua vida aquela vibração especial?
 Quando descobrirem isto, realizem estas atividades sempre que puderem. Sinto minha energia e a energia a minha volta se alterando. Sinto que, à medida que o eletromagnetismo se altera ao nosso redor, nossos corpos emocional, mental e espiritual se aproximam cada vez mais do nosso corpo físico. Qualquer coisa a que estejamos nos apegando ou que não tivermos solucionado em nosso passado faz com que nossa realidade física fique distorcida em termos energéticos. Acredito que esta época esteja se concentrando no desmoronamento de nossas antigas crenças emocionais. Desapegar-se é extremamente importante. Desapeguem-se do que já não lhes serve mais, tais como emoções passadas, antigas relações e a maneira como vocês têm sido. Desapeguem-se do modo como vêem as coisas. Desapeguem-se do que pensam que outras pessoas deveriam ser e dos julgamentos que têm sobre si mesmos ou os outros. Qualquer coisa a que vocês tiverem se apegando nestes tempos de mudança intensificará sua realidade física. O que confunde é que agora estamos criando de uma forma muito diferente da do passado. Muito trabalho, mais esforço, sacrificar-nos e fazer as coisas do modo como fazíamos já não dá resultado. Creio que a razão é que todos estamos passando à “criação instantânea”. Estamos todos experimentando o colapso de tudo ao nosso redor que não for verdade e não apoiar nosso coração e espírito. É isso o que acontece quando nos tornamos conscientes, o que traz uma sensação de saber e segurança. Quanto mais nos aproximamos da “criação instantânea” mais clareza precisamos ter sobre o que exatamente estamos escolhendo criar em nossa vida.
 
Fonte : internet http://www.kenpage-mch.com/