2ª - RAÇA HIPERBÓREA

 


 
A raça Hiperbóea era formada por homens gigantes com mais ou menos seis metros de altura e mais pareciam vegetais. Viveram onde hoje conhecemos como a região da Ásia, Sibéria, as margens do Lago de Lock Ness, etc... Grande parte de seus territórios estão afundados no oceano. Seus corpos já possuíam bem mais matéria do que da raça anterior, e nestes tempos perderam a capacidade de levitar; no entanto comunicavam de forma telepática. Suas peles às vezes eram um pouco esverdeadas e seus ossos não eram solidificados, mas flexíveis parecendo músculos... É justamente por isto que não se encontram ousadas desta época, pois não existiam ossos.


Seu sistema de reprodução também não necessitava de um segundo elemento, pois seus organismos eram do sistema de PAI-MÃE, e a semente se formava sem a relação sexual, da mesma forma parecida com os vegetais. A semente ia formando-se no organismo PAI-MÃE até transformar em um broto que se desenvolvia na barriga da perna, ficava ali por alguns meses até soltar tornando-se outro organismo. É justamente por isto que os homens até os dias de hoje sentem tanta atração pela barriga da perna das mulheres.

As primeiras sub-raças eram perfeitas, mas com o tempo não souberam se preservar e caíram em involução e degeneração. Perderam a essência sagrada da primeira raça e foram abandonada pelos deuses, suas terras, seus castelos e suas civilizações foram destruídas por intensos ciclones e furacões... E tudo que restou desta raça foi um grupo seleto para semente da formação da próxima raça e sua história nos arquivos da natureza.

Fonte:www.pistissophiah.org/sete_racas_11.htm