Aplicação da técnica do feng shui no H. Sul

 
!
A aplicação do feng shui depende do lugar onde nos encontramos na Terra, da geografia do lugar, perto de um rio, onde se diz que a energia corre, está em movimento, ou perto de uma montanha, onde a energia se acumula. No caso de pessoas: onde nascem, onde vivem.

Feng Shui, vem da pronúncia americanizada, expressa o barulho do vento e da água, é onamatopáico, 'fon suei', na língua original, em português equivale a: fú, chuá...
E se lembrarmos que no extremo sul do País está o Chuí, podemos falar 'shui' assim, chuí, para reforçar a consciência de que estamos no sul, e não no norte do nosso planeta.

O Brasil se encontra em sua maior parte no Hemisfério Sul da Terra, 93% do território brasileiro, sendo a cidade de Cuiabá o centro geodésico da América do Sul. E apenas 7% está no Hemisfério Norte. A aplicação da técnica varia dependendo do hemisfério da Terra.
Aceitando que se deve trabalhar sobre o fundamento do Feng Shui, ou seja, as estações do ano, vem a seguir:


Falando em coordenadas geográficas, leste e oeste se mantém, mas a Linha do Equador funciona como um espelho dividindo a Terra em dois hemisférios, norte e sul, além de ser uma linha de equilíbrio magnético. No H. Norte o frio está no norte _ o Ártico, e o calor no sul_ a linha do Equador. Ao contrário do H. Sul, onde o calor está no norte o frio está no sul_ a Antártida.
As estações do ano também se invertem. Quando é verão no H. Sul, é inverno no H. Norte. Quando é outono no H. Sul, é primavera no H. Norte, e vice-versa. O I Ching cita que devemos nos voltar para a direção da luz, para meditar, ou seja, o sul_ no H. Norte; o que corresponde a se voltar para o norte no hemisfério Sul. Isto se baseia na posição do Sol, que no H. Sul nasce no leste, se dirige para o norte e se põe no oeste. Na tradução do I Ching para o português também é ressaltado que se deve observar a estação do ano a que se refere o texto, e nunca o mês em questão, já que a obra se refere a China, que se encontra totalmente no hemisfério Norte, ...os meses a que correspondem as estações do ano são sempre diferentes nos dois hemisférios da Terra. Por exemplo, o signo que representa o auge do verão é o cavalo. Corresponde ao calor, elemento fogo, mês de dezembro, direção norte magnético, no H. Sul; enquanto que o cavalo no H. Norte corresponde ao mês de junho e a direção sul.

Os 5 elementos (fogo/verão, terra, metal/outono, água/inverno, madeira/primavera) estão relacionados com as estações do ano, com as direções, com os 12 signos (animais), com os meses, os dias e as horas, originando um calendário. Praticamente podemos trabalhar com eles em cores e formas, incluindo roupas, sapatos, adereços para pessoas e animais, e na decoração dos espaços, escolha de cores de parede, materiais, móveis e objetos, criando uma ponte entre gente e lugar, de maneira a beneficiar tanto pessoas como ambientes.

- elemento: cores e formas
- fogo: vermelho, triângular, pontiagudas;

- terra: amarelo, quadradas;
- metal: branco, circular, redondas;
- água: preto e marinho, amorfa, sem forma definida, toma a forma do que a engloba;
- madeira: verde, retangular cilíndrica.

Quando se trabalha sobre a planta baixa de um imóvel, utiliza-se a técnica do "Bahzai", e no caso de pessoas a técnica do "Min-gua". Os 8 'trigramas' do I Ching serão relacionados com as coordenadas magnéticas, respectivamente, no H. Sul, vale para a maior parte do Brasil, incluindo São Paulo: norte 9, nordeste 4, leste 3, sudeste 8, sul 1, sudoeste 6, oeste 7, noroeste 2 _se trata de uma matriz (matemática) 3x3, que representa o plano, 360 graus, + (sentido horário, H. Norte) ou - (sentido anti-horário, H. Sul), portanto o sentido da energia se inverte*; o 5 está no centro, que é o número considerado sagrado> ver ao lado: 'quadrado mágico'.

Da relação entre os 12 signos e os cinco elementos originam-se 60 binômios. Em 7 de agosto de 2006 se iniciou o ano da Cobra de Metal (binômio 18) no Hemisfério Sul, até agosto de 2007. Esta data é calculada como no Hemisfério Norte, e representa um ponto médio entre o solstício de inverno e o equinócio de primavera.

* é fácil de observar o sentido da energia em cada hemisfério, na verdade o fazemos todos os dias: como a água corre para o ralo da pia!