Autor: Karl Bunn

 

1. A mente do homem moderno está totalmente degenerada e confusa devido aos erros e conflitos psicológicos que acarreta a si mesma. Por isso mesmo, o homem atual já não tem a capacidade de ver as coisas como elas são; percebe apenas uma realidade deformada e determinada por suas próprias debilidades e fraquezas emocionais e psicológicas.

2. O maior propósito da Gnose, como sistema filosófico de vida, é eliminar da mente os elementos psicológicos que lhe foram agregados pelas sucessivas existências. Enquanto esses agregados psicológicos existirem em nossa mente nunca poderemos ter uma verdadeira percepção da verdade e da realidade da vida.

3. Nisso, as religiões orientais levam uma certa vantagem sobre as ocidentais, porque o buddhismo desde há tempos prega que uma mente intoxicada não está pronta para experimentar a realidade e a vacuidade.

4. Porém, aceitar qualquer doutrina sem prévia compreensão e correto entendimento de seus valores é como construir uma casa começando pelo telhado. Por isso mesmo a Gnose ensina distintos métodos de comprovação prática dos princípios de sua doutrina.

5. Também é um erro muito grave querer ensinar o que não aprendeu nem para si. Todo instrutor deve saber perfeitamente bem o que faz e porque faz. Os que se dedicam integralmente ao ensino e à práxis da Gnose devemos buscar a crescente e permanente pureza do ensinamento. Uma Escola, Lumisial ou Igreja Gnóstica exerce papel fundamental nesse propósito porque uma instituição gnóstica tem a grave responsabilidade de ser a encarnação dos preceitos da doutrina que ensina. Se algum instrutor ou líder gnóstico, no fundo tem a intenção de continuar a viver e a agir como sempre viveu e agiu, é melhor que não dê instrução. Ensinar uma doutrina distorcida certamente só lhe gerará mais karma a pagar.

6. No que tange a proporcionar meios e maneiras de se cultivar os aspectos positivos da mente e eliminar os negativos, de um modo geral todas as grandes religiões do mundo sempre ensinaram isso. A Gnose Aquariana é a síntese de todas elas. Por isso mesmo encarna em si tanto a parte mística quanto a parte racional. O Grande Mestre Gnóstico responsável por essa Nova Gnose Aquariana, Samael Aun Weor, é bem claro quanto a esses aspectos, quando afirma que "não quer seguidores, mas gente preparada para pesquisar e investigar o ultra de todas as coisas por si mesmo".

7. Quando bem transmitida e compreendida, esta Nova Gnose Aquariana torna-se um método muito eficiente para o Despertar da Consciência, para a Iluminação do Espírito e para a Auto-Realização Íntima. Mas, quando mal transmitida e mal compreendida, não gera outros frutos que o fanatismo e o frio racionalismo teológico e cultural típico de nosso tempo. Em matéria de Gnose é preciso ir muito além da simples razão [e também das alucinações mentais] como ferramenta de pesquisa, investigação e comprovação.

8. A vivência ou a práxis gnóstica é muito mais que recitar mantras e orações ou cumprir um dever religioso semanal. Além dos aspectos devocionais, existem ainda os elementos do RETO AGIR, do RETO SENTIR e do RETO PENSAR, não desprezando nem ignorando tampouco os caminhos da SANTIDADE e da CASTIDADE CIENTÍFICA.

9. A prática da Gnose torna-se mais fácil e simples quando se compreende o valor e a importância de se poder contar com um Mestre de Sabedoria, uma Escola Capacitada e uma Doutrina Prática e consistente. Os auto-suficientes, que crêem poder fazer tudo sozinho, fracassam devido à ilusão que criaram sobre suas próprias e elementares capacidades espirituais. A convivência com autênticos “irmãos mais velhos e experientes” em muito contribui e facilita percorrer o Caminho. O oposto também é válido: maus irmãos e instrutores não qualificados tornam a jornada íntima bem mais difícil. Mas difícil mesmo é encontrar hoje no mundo irmãos e instrutores qualificados. Como reconhecê-los se já não temos mais capacidade de distinguir o bom do mau?

10. De qualquer modo, desses três aspectos mencionados, o mais importante deles é a DOUTRINA. Afinal, em última análise, ninguém pode fazer nada concreto a nosso favor, e só nós mesmos podemos nos ajudar. Ninguém pode obter a Iluminação ou a LIBERAÇÃO em nosso lugar. A ILUMINAÇÃO vem quando limpamos nossa mente dos seus venenos, dos seus agregados e dos seus elementos estranhos. E para isso, tudo que é requerido é que se pratique CORRETAMENTE [Reta Ação] a Sagrada Doutrina.

11. A mente de uma pessoa comum e corrente é indisciplinada e descontrolada. Portanto, não reúne os elementos básicos e fundamentais para nos catapultar a um SAMADHI ou a uma "visão profunda" do VAZIO ILUMINADOR e TRANSFORMADOR. Para que possamos ter êxito nos sistemas avançados da Gnose é preciso primeiro DOMINAR as práticas básicas. Portanto, sem uma DISCIPLINA compreensiva e voluntária para iniciar e sustentar a prática dos valores e exercícios espirituais propostos pela Gnose, jamais seremos bem sucedidos naquilo que a Nova Gnose Aquariana apresenta como METAS AVANÇADAS, dentre as quais está a de encarnar nosso Buddha Íntimo e depois o próprio Cristo Íntimo.

12. A essência da Nova Gnose Aquariana de Samael Aun Weor consiste de três fatores distintos, a saber:
1. Morrer em defeitos [purificar a mente]
2. Renascer do Espírito [formar o Filho do Homem dentro de si]
3. Trabalhar pela humanidade sem buscar retribuições [sacro ofício]

13. MORRER EM DEFEITOS é "renunciar a si mesmo" como ensinou o Cristo Jesus. RENASCER DO ESPÍRITO é formar dentro de nós a verdadeira natureza divina mediante o sábio uso e transmutação de nossas energias sexuais. O SACRO OFÍCIO é toda ação praticada em favor do próximo sem objetivo e ânimo de recompensas. De todas as boas ações, a mais elevada de todas é ensinar a DOUTRINA DA LIBERAÇÃO.

14. Em tese, é possível obter a LIBERAÇÃO em uma única vida. Entretanto, a vida é curta e já vivemos boa parte dela. Importa agora nos perguntarmos o quanto "avançamos espiritualmente" nesta vida - se é que avançamos alguma coisa. Se a morte nos levar amanhã, deixaremos atrás o que fizemos e realizamos concretamente. Isso é o nosso Karma, que nos trará de volta em melhores ou piores condições, segundo tenhamos vivido essa existência.

15. Se chegamos à Gnose, agora temos oportunidade de praticar uma Doutrina Liberadora. Portanto, é nosso dever espiritual praticá-lo de forma intensa e pura. A correta e positiva práxis gnóstica nos dá paz, luz, amor e verdade [sabedoria]. Ou seja: praticar ou não praticar é algo que está em nossas mãos decidir e só nós podemos decidir isso.

16. No entanto, a maioria das pessoas continua sonhando, projetando fantasias em forma de planos futuros, como se, de fato, o futuro estivesse em nossas mãos. Só o dia ou o momento presente é real e usá-lo de forma positiva ou negativa depende só de nossa vontade e livre decisão. Portanto, o único que realmente vale a pena na vida é praticar e viver intensamente as leis e princípios da Doutrina Sagrada, porque quando cultivamos ou praticamos ações virtuosas, a lei das correspondências e conseqüências [Karma] nos assegura uma corrente de mudanças positivas que virá ao nosso encontro. E isso é uma das dádivas mais preciosas da vida humana: sermos capazes de gerar um ambiente positivo e promissor enquanto a vida mesma segue seu curso.

17. Todas as ações humanas são realizadas ou por poder, ou por compaixão ou por necessidade. E todas elas nos brindam oportunidades de AGIRMOS RETAMENTE. É isso, e somente isso, que nos garante um curso existencial livre de KARMAS.

18. Por fim, nada é totalmente bom nem totalmente mau no mundo Samsárico. O que é bom para uns é mau para outros; o que beneficia a uns, diminui ou subtrai de outros. Por isso mesmo, tudo gera e implica em KARMA. E só nós podemos decidir o tipo de karma que queremos para nós mesmos.