Capitulo 9 - Meditação

 

 


Uma das coisas mais importantes, mesmo para os estudantes sinceros, é sentirem a necessidade de dedicar algum tempo à meditação de manhã e à noite, que lhes aquiete a atividade externa, para que a Presença Interior possa surgir sem obstrução Meditar significa realmente sentir a ativa Presença de Deus. Por este motivo, quando se entra em meditação não se deve trazer conosco todas as perturbações que nos ocuparam até aquele momento. Deve-se afastar, conscientemente, do sentimento e da atenção tudo aquilo que possa perturbar, pois é um momento para entrar em contato com Deus e não para revolver velhos males. Quando se fez aquela afirmação: “Conheceis a Verdade e ela vos fará livres”, a intenção foi a de reconhecer e aceitar a atividade da Grande Presença “EU SOU”.
1) Fazei-vos conscientes de que o “EU SOU” é o Primeiro Princípio e que é a absoluta segurança de libertação agora mesmo.
2) Conheceis que o “EU SOU” é a ativa Presença que governa toda manifestação em vossa vida e vosso mundo perfeitamente. Assim, tereis entrado na Verdade que vos fará livres.

Devo falar de uma coisa que seria cômica se não fosse tão séria: Vós castigaríeis vosso cachorrinho se, constantemente, trouxesse ossos da cozinha para o tapete de vossa sala? Naturalmente vos pareceria que seria uma atitude imprópria. Não sabeis, amados estudantes, que, quando permitis que vossos pensamentos remexam experiências desagradáveis, estais fazendo o mesmo que o cachorrinho? E de lamentar ser tão difícil fazer os estudantes compreenderem que nunca, sob nenhuma hipótese, se deve prender a água que já passou sob a ponte. Em outras palavras, as experiências desagradáveis, as perdas, ou qualquer imperfeição que ocorreram em vossa vida não devem jamais ser seguras e presas ao presente. Se uma pessoa entrou em um negócio e fracassou, isto ocorreu sempre por desarmonia mental de sua atitude e seus sentimentos. Se cada indivíduo, em circunstâncias semelhantes, mantivesse, com firmeza, a certeza de que só existe Deus em ação, alcançaria o êxito mais perfeito. Desde o momento em que tendes livre-arbítrio, aquele que não controla seu mundo sensorial encontrar-se-á destruindo todo o seu mundo e o alheio também. Tal é a Grande Lei, a menos que o estudante corrija seus pensamentos e sentimentos, mantendo-os corretos.

Todo ser encarnado cometeu uma quantidade de erros. Por esta razão vós não deveis permitir uma atitude de: “Eu Sou mais santo que tu”; mas, pelo contrário, deveis invocar a Lei do Perdão, já que estais enviando crítica, condenação ou ódio em relação a outro filho de Deus. Em vez disto, deveis dizer mentalmente à pessoa indicada: “Mando-vos a plenitude de meu Amor Divino para que vos abençoe e prospereis”. Esta é atitude que vos livra dos fracassos da atividade externa e prosperareis assim. Aqueles que estão constantemente pensando e discutindo algum negócio que fracassou, devem saber que afinal serão eles próprios destruídos se não apelarem à Lei do Perdão para apagar completamente aquela situação. O estudante que se mantiver em atitude vingativa por algum mal imaginário ou real trará para si mesmo a incapacidade mental e física (paralisia ou mal de Parkinson). Aquele ditado antigo “A menos que perdoeis, como esperais ser perdoado?” é uma das mais graves leis da experiência humana. Se pudésseis ver como aderem a vós as coisas que já não desejais, colocando ainda vossos pensamentos em discórdias que não têm solução! O mais importante que a humanidade está procurando, em realidade, é a Paz e a Liberdade, que sempre são as portas da felicidade. Não há mais do que uma só maneira de receberdes isto: É conhecerdes a Deus na Presença “Eu Sou” e que esta Presença é a única Inteligência atuante em vossa vida e em vosso mundo a todo momento. Adotai isto, vivei-o.

Uma das coisas mais assombrosas que testemunhei desde que estou no estado Ascensionado é a idéia distorcida da liberdade financeira. Há apenas uma maneira segura sobre a qual se pode construir a liberdade financeira eterna, que é a de conhecerdes e sentirdes, com todas as fibras do ser; “Eu Sou” a Substância, a Opulência já aperfeiçoada no meu mundo, de todas as coisas construtivas que eu possa conceber ou desejar”. Esta é a liberdade financeira verdadeira. Este conceito a trará para vós e a conservará.

Por outro lado, o homem pode usar consciente ou inconscientemente o necessário desta Presença Eu Sou” ou desta Energia Divina para acumular, através da atividade exterior, milhões de dólares. Mas, onde está a segurança de que os conservará? Eu vos asseguro que é impossível a qualquer ser no mundo físico conservar a riqueza acumulada se ele não tem em conta que Deus é o Poder que a produz e mantém. Vede à vossa frente constantes exemplos de grandes riquezas que se vão em uma noite. Há milhares de pessoas que, nos últimos anos, se viram nesta situação. Embora tenham perdido seus haveres, se mantiverem firme conscientemente que “Eu Sou a Riqueza de Deus em ação agora manifestada em minha Vida e em meu mundo,” abrir-se-ia a porta imediatamente para receberem de novo a abundância. Por que se diz “de novo”?

Porque novamente ricos, teriam construído um grande ‘momentum’ de confiança. Todos os requisitos estavam à mão para que as riquezas continuassem, mas na maioria dos casos, quando essas perdas ocorrem, é porque se permitiu a entrada de grandes depressões, freqüentes ódios e condenações que fecharam a porta do progresso. Deixai que vos assegure, Amados Filhos de Deus: jamais existiu neste mundo uma condição tão má que estivesse fora da Ativa Presença de Deus “Eu Sou” com sua eterna força e coragem para reconstruir de novo a independência financeira. Eu quero que os estudantes entendam o seguinte: Nestes dias de derrubadas de tronos, de governos e de fortunas individuais, deveis compreender e saber que essas riquezas foram perdidas por ignorância e incompreensão. A Presença “Eu Sou”, Deus em ação, é a reconstrutora segura da fé, da confiança, da riqueza, ou seja, do que eles queiram fixar com sua atenção consciente. E assim permitem eles que esta energia interior flua através de seus desejos, pois este é o Único Poder que jamais deixou de conseguir algo.

Todo indivíduo que tenha sofrido uma perda econômica deve imediatamente usar a maravilhosa afirmação de Jesus: “EU SOU a Ressurreição e a Vida...” (do meu negócio, minha compreensão, ou o que seja necessário, pertinente). Digo-vos francamente, amado estudante, que não há esperança alguma, no céu e na Terra, para aquele que persiste em manter em sua consciência pensamentos e sentimentos de critica, condenação e ódio de qualquer espécie, e até um leve desagrado. Isto vos leva ao ponto vital: O que vos diz respeito é apenas vossa própria atividade em vosso mundo. Não vos complete julgar a outrem, porque vós não conheceis as forças nem as condições que o influenciam. Vós só conheceis o ângulo que vedes dele e eu vos digo que, se alguém envia pensamentos de crítica, condenação e ódio a outrem, que é inteiramente inocente de toda intenção de prejudicar o próximo, está cometendo algo pior que um assassinato físico. Por que é assim?

Porque o pensamento e o sentimento formam o único poder criador e, embora sentimento e pensamento possam não chegar a prejudicar, têm que voltar e trazer consigo as condições enviadas pelo indivíduo que os emitiu e sempre com energia acumulada. Assim é que tais pensamentos daninhos (contra outras pessoas) destroem os negócios e assuntos de quem os envia. Não há forma possível de evitá-lo, a menos que o indivíduo desperte e conscientemente inverta as correntes. Vamos dar um passo adiante. Através de todas as idades têm existido empresas comerciais, nas quais uma ou mais pessoas tiveram o intento deliberado de prejudicar. E assim outros indivíduos absolutamente inocentes foram tidos como culpados e presos. Eu vos digo que é uma Lei Infalível: Aquele ou aqueles que possam causar a prisão de pessoas inocentes, privando-as de sua liberdade de ação, atrairão a mesma experiência em suas próprias vidas até a terceira e quarta encarnações seguintes.

Eu preferiria mil vezes morrer que ser um instrumento que pudesse privar de sua liberdade a qualquer dos filhos de Deus. Não há crime maior na experiência humana de hoje em dia que o uso das evidências circunstanciais, porque em 99% dos casos verifica-se, posteriormente, que foram inteiramente falsas. Algumas vezes a verdade não é conhecida jamais pelos sentidos exteriores. De modo que, amados estudantes, nenhum daqueles que buscam Luz se constitua em Juiz de nenhum filho de Deus. Vamos supor que alguém a quem amamos muito esteja agindo disparadamente. O que é que o mundo faz em primeiro lugar? Julga-o e critica-o. A coisa mais poderosa que se pode fazer a favor desta pessoa é enchê-la de amor e mentalizar “Eu Sou Deus em ação, a única Inteligência e Atividade que controla este irmão ou irmã”. Continuar falando mentalmente à sua consciência é a mais eficaz ajuda que se pode dar. Muitas vezes, os argumentos verbais com tal indivíduo formam uma condição antagônica, intensificando em vez de apagar a atividade. No trabalho silencioso, conseguireis vosso alvo com absoluta certeza.

Ninguém pode saber o que a Presença “Eu Sou” de um terceiro deseja fazer. Estas são verdades vitais que, empregadas, trariam grande paz às vidas dos demais. Muitas vezes, o esforço posto em alguns negócios não pode impedir a ruína dos mesmos, porque há na consciência dos atuantes um juízo e condenação ocultos ou um sentimento de ódio dissimulado em relação ao outro. O estudante ou indivíduo que deseje progredir rapidamente na Luz não deve nunca dormir sem que tenha enviado seu amor a todas as pessoas que considere tê-lo prejudicado em qualquer momento. Este pensamento de amor parte direto como uma flecha em direção à consciência da outra pessoa, não havendo nada que o possa deter, e produzirá seu resultado e poder onde foi enviado. Não há nenhum elemento causador de tantos mal estares de corpo e de mente, como o sentimento de ódio enviado para outro indivíduo. Não se pode predizer como irá reagir na mente e no corpo daquele que o envia. Em alguma pessoa pode produzir um efeito, e em outra, um efeito diferente. Compreendei bem: o rancor ou ressentimento nada mais são do que outras formas de ódio, ódio em um grau menor.

Um pensamento maravilhoso para viver-se com ele é o seguinte: “Eu Sou” o Pensamento e o Sentimento criadores perfeitos, presente em todas as Mentes e Corações de todos e em todos os lugares”, E algo maravilhoso. Não apenas dá paz e repouso ao que o envia ou que o produz, mas também provoca dons ilimitados que vêm da Presença EU SOU. Outro pensamento é: “Eu Sou a Magna Lei da Justiça e Proteção Divina atuando nas Mentes e Corações de todos”. Podeis aplicar e usar isto com enorme força e poder em todas as circunstâncias. Outro é: “Eu sou o Amor Divino que enche as Mentes e corações em todos os lugares.” Absolutamente, tudo na experiência humana pode ser governado pela Presença “EU SOU”. O uso da Presença “Eu Sou” é a mais alta atividade que se pode ensinar. Quando dizeis “Eu Sou” pondes Deus em atividade. Quando sentis e conheceis a enormidade do uso desta expressão, entendereis o enorme poder do “Eu Sou”. Quando dizeis “Eu Sou o Poder de Deus Todo-Poderoso”, não há outro poder que possa atuar; tereis a liberdade e plena atividade de Deus.

Outra afirmação: “Eu Sou a Memória Consciente e a Compreensão no uso destas coisas”. Quando dizeis “A Presença Eu Sou veste-me com meu traje de Luz Eterna e Transcendente” isto atua realmente nesse momento. O lugar secreto do Altíssimo é esta Presença “Eu Sou”. As coisas sagradas que vos estou revelando não devem ser esquecidas. São como pérolas. Procurai conhecer sempre: “Eu Sou o perfeito uso do meu falar e em minha atuação em todo momento, porque Eu Sou a Presença Protetora”. Então, a guarda sempre está montada. A energia de Deus está sempre à espera de ser dirigida. Inerente à expressão “Eu Sou”, está contida a atividade auto-sustentada. Agora sabeis que o tempo não existe; isto vos traz à ação instantânea, e sua precipitação logo ocorrerá. Precedendo a manifestação sentireis sempre uma quietude absoluta. Afirmações metafísicas para a pessoa que está em pleno processo judicial:

“EU SOU A LEI”.

“EU SOU A JUSTIÇA”.

“EU SOU O JUIZ”.

“EU SOU O JÚRI”.

Sabendo que o “EU Sou” é todo-poderoso, afirmai então que apenas a Justiça Divina pode se realizar nesta esfera.