Capitulo 11 - Deus Himalaia





Esta é a primeira vez que a Presença desta Entidade Luminosa é trazida ao conhecimento do mundo exterior. Foi por sua causa que as Montanhas Himalaia receberam este nome. Desde então as mesmas tornaram-se um Sagrado Foco de Energia Sagrada mantida perenemente. Por isso, aquelas almas que entraram em sua radiação, foram elevadas à união com a Fulgurante Forma do Mestre, e desde aquela ocasião estão enviando Seus Raios de Atividade para abençoar a humanidade. Deste fato deriva o grande magnetismo do Tibet. Assim como o destino da índia e da América foi entrelaçado como dois ramos que a Árvore da vida reúne, assim também vem a ajuda radiante para fundir em harmonia as mentes da América, a fim de que o seu progresso continue sem interrupção.

“Existem hoje milhares de almas indianas que reencarnaram na América, e, também, almas americanas renascendo na índia, para mesclarem-se e contrabalançar ambos os lados da Terra. Esta grande Entidade foi apresentada, após muitos séculos no Grande Silêncio, dando passo nesta direção, a fim de exercer o processo consciente de manifestação espiritual, oferecendo-vos o Cálice de Fogo líquido espiritual e derramando-o nos corações da humanidade para provocar na mesma um maior desejo de Luz proveniente da Grande Fonte de Luz “EU SOU”, Deus em Ação em toda a parte. A vinda desta Grande Presença na atividade humana se propagará, como um fio de Luz, através de todas as Américas, expandindo Sua Luminosa Presença como um manto de neve dourada que vai caindo suavemente, sendo absorvida pelas mentes humanas. A maioria delas permanecerá inconsciente, porém algumas sentirão essa penetrante Presença Interior.

Se aqueles que estão sob esta radiação continuarem em um belo e harmonioso progresso, será possível trazer à sua atenção certas atividades do fluido nervoso que apressará sua maestria sobre a forma exterior, ou seja, Maestria sobre todas as condições que, aparentemente, os aprisionam. Deveis estar alertas, para inverterdes todas as condições negativas que apareçam aos vossos sentidos. Para dar-vos um exemplo: se sentirdes frio, invertei vossa consciência e afirmai que sentis calor; se os sentidos vos comunicam uma alegria arrebatadora por causa de boa notícia, dizei “Paz, acalmai-vos’! Não convém forçar a balança alterando a Lei do Ritmo. Decretai a calma, o repouso e segurança. O ideal em todas as comunicações dos sentidos é o manter-se no caminho do meio, o equilíbrio, conservando a tranqüila maestria do “Eu Sou”. Isto permitirá estabelecerdes uma corrente fluídica contínua de energia e idéias criativas vindas do Coração do Grande Sol Central, de onde vem este Grande Ser, o Deus Himalaia. Isto também vos preparará para receberdes e usardes uma imensa quantidade da radiante energia que d’Ele emana. A razão pela qual é atraída vossa atenção sobre ele, ocorre para que possais receber, de forma ilimitada, essa energia, além da que extraís por vossos esforços conscientes.

Os estudantes devem compreender que os Mestres não vêm a eles por iniciativa individual do discípulo, mas, que são os Mestres que escolheram aos estudantes para que recebam Sua Radiação. E um privilégio que não se pode traduzir em palavras, só pode ser sentido e visto. Além do mais, a missão do Mestre não é a de assumir vossas responsabilidades, nem resolver vossos problemas, mas, sim, comunicar-vos a compreensão inteligente para que os discípulos possam aplicar em suas vidas e assim resolverem seus próprios problemas. Dessa maneira, adquirem a força, o valor e a confiança para continuarem passo a passo na maestria consciente que dominará o ser e o mundo exterior. Ao chegar-se em um momento do crescimento espiritual, Nós ouvimos os estudantes invocando-Nos com grande sinceridade: “Grandes Mestres, ajudai-nos a resolver nossos problemas”! Para dar-vos ânimo e força, direi que muito mais do que se possa conceber, é a Radiante Presença do Mestre que derrama Força, Coragem, Confiança e Luz. Disto os estudantes, na maioria dos casos, estão inconscientes. Não há senão uma só forma que todo aquele que possui sabedoria pode empregar para dar ajuda permanente a aqueles irmãos que pedem assistência: E instruí-los nestas simples leis que lhes darão a vitória e o domínio sobre o ser e o mundo exterior. Fazer o que pedem estes estudantes, ou seja, resolver seus problemas, atrasaria mais ainda o seu progresso, debilitando-lhes imensamente. Apenas decretando sua própria força, conseguirão as vitórias que não podem vir de outra forma.

Assim, entra o estudante na plenitude de seus próprios poderes. Com a prática consciente de sua Poderosa Presença “Eu Sou”, o estudante adianta-se, sem nenhuma vacilação, em direção à sua meta. A razão pela qual não se informa ao estudante sobre a assistência que os Mestres lhes dão é para impedir que se apõem num suporte externo, O maior erro que poderíamos conceber seria dizer ao estudante algo que o levasse a apoiar-se em Nós, por saber de Nossa Presença. O estudante não tem nada a temer e deve saber que lhe damos, sempre, toda a assistência possível e proporcional ao grau de adiantamento que vai conseguindo.

A “Presença Eu Sou”, a Hoste Ascensionada e o Mestre Jesus são todos uma e a mesma coisa. Através do uso e do reconhecimento da Presença “Eu Sou” Eu vos asseguro que podeis, positivamente, produzir qualquer qualidade que desejeis manifestar na consciência externa. Não tendes senão que tentar. O que necessitais recordar, constantemente, à consciência externa é que, quando, se diz “Eu Sou”, isto ou aquilo, se está pondo Deus em ação e que isto é a própria vida individualizada, a Vida do Universo, a Energia do Universo, a Inteligência no Coração do Universo, governando-o Todo, absolutamente. E essencial, vital, recordar, constantemente, esta Verdade à consciência exterior. Esta consciência produz o alegre entusiasmo que irá aumentando continuamente. Em nenhum momento deve haver interrupção no prazer deste uso, porque é absolutamente a Senda da Maestria completa. Os estudantes devem conscientizar-se de que eles são o Poder Consciente que controla suas vidas e seus mundos e que podem enchê-los com qualquer qualidade que necessitem ou que desejem.

Aqueles que sofrem de distúrbios físicos intermitentes devem conscientizar a todo momento que: “EU SOU o alento perfeitamente controlado do meu corpo” e, em conexão com isto, devem fazer a respiração rítmica mais freqüentemente. Isto lhe dará um equilíbrio de respiração que é de grande ajuda para o controle do pensamento. Uma coisa muito importante para os estudantes sinceros é que devem evitar escutar coisas perturbadoras e negativas, porque estas deixam entrar elementos indesejáveis que se infiltram inconscientemente. Quando materialmente não se possa evitá-lo, deve-se fazer a seguinte afirmação:

“Eu Sou a Presença Guardiã, que consome imediatamente tudo o que tente me perturbar”.

Assim, não somente se protege ele mesmo, mas, também, ajudará à outra pessoa. Embora não se deva temer nada, é necessário manter uma guarda consciente até que se tenha obtido a suficiente maestria para controlar os pensamentos, os sentimentos e a receptividade. Procurai manter-vos, tanto quanto possível, no alegre entusiasmo da Presença “Eu Sou”. Entregai-lhe todo o poder e não permiti perguntas em vossa mente. Atirai tudo aos quatro ventos, entregai tudo e esperai suas revelações mágicas. A maravilhosa, milagrosa Presença, é a que pode resolver todas as coisas, todos os problemas e responder todas as perguntas, que necessitem revelações e respostas. Uma grandiosa afirmação de imensa ajuda é: “Eu Sou a milagrosa Presença, trabalhando em tudo aquilo que necessito que se realize”. Aqueles que meditam ou contemplam sobre o que significa dizer “Eu” ou “Eu Sou”conseguem resultados, revelações e bênçãos fora de toda ponderação. E estou certo de que os discípulos começarão logo a sentir e a manifestar a extraordinária atividade desta prática. Eu mesmo a estou sentindo em vós.

Enquanto vosso corpo dorme, há, nos planos superiores, uma constante troca de ajuda. É algo do qual vosso ser externo não consegue ter conhecimento. No mesmo instante em que tranqüilizais a mente externa e a colocais sob controle, maiores revelações virão à vossa consciência. E, sabendo que “Eu Sou” a essência de tudo aquilo que desejo” já sabeis que é possível produzir, em forma visível e tangível, qualquer coisa que tenhais na consciência. De acordo com uma necessidade imperiosa, o Mestre Himalaia quis vir a este plano. Ele traz uma mescla especial de América e Índia; por este motivo Lhe é possível aparecer aqui. A medida em que a Presença Interior entra em atividade, toda outra atividade cessa. Isto é lógico e necessário, porque a atividade obedece à Presença ‘Eu Sou”. Uma Neve Dourada é espalhada sobre todas as Américas pela Presença, para ser absorvida, não apenas pelas pessoas, como também, pelas partículas da atmosfera. Quando os estudantes converterem-se voluntariamente em focos desta emanação, serão abençoados e ajudados.

E necessário que os estudantes compreendam que, em certas necessidades nacionais, como também individuais, faltam as qualidades necessárias para progredir. Esta é a razão por que Grandes Entidades especiais vêm à Terra. Elas têm qualidades predominantes que a situação requer em determinados momentos. Os estudantes que podem compreender isto encontrarão um elemento novo entrando em suas vidas e que os beneficiará muito. A atitude de expectativa é vital quando se espera receber algo da Presença Interior. E uma faculdade profundamente benfazeja para aqueles que a cultivam. Por exemplo, se concebemos um projeto que esperamos com ansiedade realizar, nos sentimos cheios de expectativa. Podemos usar desta expectativa, que é de grande ajuda, a fim de que se manifeste o que desejamos. Se vós chamais, por telefone, a alguém para que vos espere em certo lugar da cidade, saís de casa com a expectativa desse encontro; da mesma forma, se desejais conhecer os Mestres, um requisito para consegui-lo é a expectativa de vê-Los. Por que não seria assim? Colocai-vos em expectativa já!