Estudando...com Djwhal Khul.

 

 


Dimensões ou Planos?

 
Gostamos de usar o termo dimensão porque se trata de um termo moderno originado em grande parte dos livros de ficção científica que muitos de vocês conseguem facilmente conceituar a partir de suas leituras e filmes. Algumas pessoas lhes disseram que dimensões são diferentes de planos, pois as dimensões são estruturas e os planos são consciência. Bem, o caso não é exatamente esse, pois vocês começarão a entender, à medida que avanço nesta discussão, que matéria e consciência se misturam nos níveis de energia superiores.Sua realidade tridimensional consiste em átomos que possuem elétrons girando ao redor a uma velocidade específica. O limite de sua dimensão é a velocidade da luz, pois qualquer coisa que a ultrapassar ficará invisível. Bem, então, as dimensões superiores são compostas de átomos cujos elétrons se deslocam cada vez mais rápido dos que os de sua dimensão, mais rápido que a velocidade da luz.Seria mais fácil compreender o que estou dizendo se eu começasse com a Fonte e sugerisse que todos os átomos originalmente irradiavam da Fonte a velocidades muito altas, e à medida que iam cada vez mais longe, organizavam- se naturalmente em oitavas. Os mais distantes da Fonte formaram os níveis mais lentos, mais densos de matéria. Claro que todos esses níveis de matéria se interpenetram, portanto, na realidade não existe próximo ou distante. É mais ou menos análogo ao processo de resfriamento, assim como o vapor da água, quando esfriado, condensa-se em gotículas de água, e a temperatura mais baixas, em flocos de neve.Sua realidade tridimensional é o nível mais frio e denso de realidade, falando metaforicamente. Para além dela existem outras dimensões que seguem diferentes leis físicas, sendo compostas de átomos cujos elétrons se deslocam a uma velocidade maior e de partículas de energia que também se movem mais rapidamente.Na ficção científica, os personagens são capazes de se deslocar de uma dimensão a outra, mas na verdade não é este o caso, pois vocês já estão em todas as dimensões quando estão na terceira dimensão; apenas sua consciência fica limitada à terceira. Tudo o que vocês percebem em sua realidade tridimensional apresenta matrizes de energia na quarta, quinta, sexta e demais dimensões superiores que ajudam a manter coesa sua forma física. Apenas sua consciência é limitada.

 
Quarta e Quinta Dimensões - Planos Astrais Mentais
 

Então, à medida que os elétrons de seus átomos planetários aceleram rumo à freqüência da quarta dimensão, seria útil entender algumas mudanças que esse processo provocará conhecendo um pouco da quarta dimensão, que chamo de plano astral, e da quinta dimensão, que chamo de plano mental.O que estou tentando fazer agora não seria possível se seu cérebro não tivesse a natureza de um receptor e transmissor. O cérebro recebe pensamentos de seu corpo mental no plano mental e emoções de seu corpo emocional no plano astral, mas como toda a matéria de um nível tem uma matriz num nível superior seguinte, o plano astral é composto de pensamentos impregnados de sentimentos. O corpo mental é composto de átomos do plano mental que, por sua vez, é composto de uma oitava de freqüências. O corpo mental é uma réplica do corpo físico dentro de uma elipse de átomos do plano mental ligados ao corpo físico.Os pensamentos do plano mental são objetos tangíveis compostos de átomos do plano mental. Os pensamentos são formados por ondas de energia que fazem a matéria da atmosfera do plano mental se cristalizar em objetos pequenos e densos. Eles assumem a forma de minúsculos quadros, objetos reconhecíveis ou formas geométricas suspensas no interior do corpo mental. Alguns deles giram ou orbitam, enquanto outros são imóveis ou lentamente se dissipam. Se forem colocados em movimento, suas vibrações a percorrer o ar do plano mental determinam ondas de pensamento que são transmitidos pelo plano mental.Um pensamento forte e claro tendo vinculado a si uma emoção se precipitará no plano astral, sendo envolvido por matéria astral. Uma matriz continuará existindo no plano mental, mas no plano astral o pensamento se tornará enérgico e dinâmico. Os objetos do plano astral são compostos por átomos cujos elétrons se movem mais rápido que a velocidade da luz, portanto, eles são luminosos, estrelados ou de aparência astral. Pode-se imaginar formas- pensamento que se precipitam no plano astral como algo semelhante a minúsculos ornamentos de árvores de natal, suspensos no ar, reluzindo, cintilando, girando e repicando. Porém, eles são extremamente miúdos, embora muito potentes em relação a seu tamanho. Alguns deles são efêmeros como bolhas de sabão à luz do sol.Então, vocês percebem que estamos começando a tocar num vasto tópico com muitas ramificações possíveis, e que lá em cima, acima das mais elevadas frequências sonoras conhecidas existem frequências sensíveis e emocionais, bem como frequência de pensamento que podem ser recebidas e transmitidas apesar do cérebro humano. Desejo enfatizar que a personalidade da pessoa vai muito além dos limites do cérebro humano, ela existe em frequências tremendamente elevadas de matéria por nós chamadas dimensões superiores. Além de existirem, nesses planos superiores, corpos vinculados ao corpo físico, a personalidade também gera pensamentos emocionalmente carregados que permanecem suspensos no interior do campo de energia, descrevendo redemoinhos e órbitas ao redor do corpo ou sendo às vezes projetados externamente a outra pessoa.Agora, a maioria das pessoas não tem apenas um correspondente no plano astral, e sim um pequeno grupo de eus astrais que se desligaram da personalidade por meio do processo de crescimento e desenvolvimento de uma identidade pessoal. É muito importante compreender esse conceito, pois muitos livros descrevem o corpo astral como apenas um correspondente do corpo físico, uma duplicata exata. Essa duplicata é a personalidade consciente, tendo a personalidade natureza tripla e sendo composta de um elemento físico, emocional e mental. Bem, no nível astral muitos eus separam-se do eu consciente, formandos eus inconscientes.

 
Conceitos Psicológicos

 
Neste ponto talvez seja conveniente conduzir a discussão ao trabalho dos fundadores da psicologia por volta da virada do século, que tentaram elaborar um mapa da psique que, segundo se acreditava, ficava de alguma maneira dentro do cérebro. Sigmund Freud dividiu a personalidade em id, o eu astral; o ego, que é o eu mental consciente, e o superego que corresponde aproximadamente ao eu superior, embora não exatamente. Ele também dividiu a consciência em nível consciente e nível inconsciente. Carl Jung acrescentou o conceito de inconsciente coletivo, repleto de imagens arquetípicas e memórias raciais. Assim, do ponto de vista desses homens, esses conceitos representavam a consciência subjetiva baseada em algum lugar no cérebro. Sugiro que esses conceitos representam realidades objetivas que seguem leis diferentes das do plano físico e que se localizam nessas dimensões superiores. No plano astral, a personalidade total assume a forma de uma casa. As áreas bem iluminadas da casa representam a mente consciente, e um porão escuro representa o inconsciente. Espreitando na escuridão do porão encontra-se o inconsciente, um monstro ou gêmeo perverso que representa todas as características que a personalidade individual repudiou ou se recusou a amar e aceitar. Esse ser foi chamado de sombra por Carl Jung e de o Morador do Limiar na literatura oculta - embora eu prefira o morador do porão. Também espreita na casa a anima ou animus, entidade de sexo oposto ao do ser que habita, que é um repositório de todos os pensamentos e sentimentos inconscientes em relação ao sexo oposto. A anima ou animus pode ser uma entidade negativa ou positiva, ou pode haver um de cada.

 
O Nível Astral

 
Desse modo, o plano astral ou quarta dimensão, rumo ao qual o planeta está rapidamente acelerando em frequência atômica, contém pontos físicos compostos de matéria de alta frequência nos quais cada pessoa encarnada tem uma casa astral povoada por partes dissociadas de sua personalidade. Agora, estes aspectos do eu, e os pensamentos e emoções que estão na escuridão e não na luz da consciência são mais poderosos, em termos de efeito, do que os pensamentos e eus que são conscientes e habitam a luz. Eles devastam a vida da pessoa de vários modos.Em um nível pensamentos e sentimentos inconscientes atraem pessoas e circunstâncias condizentes com suas vibrações, então essas pessoas talvez dêem por si rodeadas de gente conflituosas e que reflete suas características negativas inconscientes. Ou talvez dêem por si envolvidas em relacionamentos repletos de conflito e padrões repetitivos.Outros meios de esses pensamentos, sentimentos e características inconscientes fazerem gato e sapato das pessoas é, em momentos de inconsciência, assumir a personalidade, comportando- se e falando de forma conflitante com os ideais do eu consciente. Um exemplo típico poderia ser quando a pessoa toma alguns drinques, ficando cada vez mais desinibida, exibindo humor, emoção, sexualidade ou violência estranhos a ela. O eu inconsciente pula para o assento do motorista, substituindo e eu consciente que é sério, não emotivo, sexualmente reprimido e não violento. A mudança é tão despropositada que quando contam à pessoa o que ela disse e fez sob a influência do álcool, ela não consegue acreditar numa palavra.A parte interessante de se localizar esses elementos conscientemente e inconscientemente da personalidade em outra dimensão - em oposição a algum lugar no cérebro - é que é possível comunicar-se com pessoas do plano astral das quais não se tem consciência ou que poderiam surgir em sonhos. Esta é a base da idéia do inconsciente coletivo, que é um nível no qual toda a humanidade pode comunicar-se entre si e planejar acontecimentos sincrônicos. Acrescentam- se a essa complexidade muitos seres existentes no nível astral ou quarta dimensão, o que a torna semelhante em caráter às descrições de Alice no País das Maravilhas e Alice no País dos Espelhos.Um último grupo de pensamentos dentro do eu consciente no plano astral são mecanismos de defesa construídos pelo eu para se defender contra a obrigação de enfrentar verdades causadoras de ansiedade. Quando uma pessoa constrói muitos mecanismos de defesa, o eu perde totalmente o contato com a realidade, e o eu astral inconsciente arrasa por completo a estrutura do eu, inundando a consciência de matéria inconsciente. A isto se chama psicose. Os mecanismos de defesa podem ser vistos como uma parede ou barreira de pensamentos. Eles incluem a negação da existência de um problema, racionalização, justificação, projeção, intelectualizaçã o, formação de reação e conversão histérica.

 
Integração de Eus Astrais Inconscientes

 
Então à medida que entramos neste período de ascensão rumo à quarta dimensão, uma tarefa importante é que cada pessoa realize o trabalho necessário para integrar os muitos eus no nível astral, iluminar as formas-pensamentos inconscientes e desmantelar e remover os mecanismos de defesa. À proporção que aumenta as frequências do planeta das mesma forma aumenta o efeito do plano astral nos planos físicos, e muita gente experimentará esse aumento como uma intensificação de conflitos interpessoais, atraindo às suas vidas circunstâncias incômodas.Discutirei sucintamente alguns métodos simples usados em terapias e livros espirituais, tais como afirmações positivas, visualizações, meditações e análises de sonhos. O mais importante, envolve a integração dos eus inconscientes ao eu consciente por meio do perdão, aceitação, reconhecimento e amor. Simplesmente escrevam num papel as características que mais os aborrecem nas outras pessoas. Então percebam que essas características estão em vocês, e embora talvez não tenham consciência delas, seus amigos e familiares têm. Se você odeia a crueldade, sua família talvez o considere cruel; se você detesta julgamento, sua família talvez o considere sentencioso; e assim por diante, porque eles presenciaram os momentos nos quais seu gêmeo perverso inconsciente assumiu sua personalidade.Há um método usado na psicossíntese que requer que a pessoa visualize uma casa, entre nela e conheça os seres da casa. Trata-se de uma visualização muito útil, especialmente se a pessoa descer ao porão, acender uma luz e olhar para ver quem e o que há lá embaixo. Ao se levar as subpersonalidades a uma sala iluminada e falar com elas, elas deixam de ser inconscientes, sendo acolhidas na luz da consciência.

 
Perdão e Discernimento de Padrões Negativos

 
Este, meus queridos, é um trabalho espiritual realmente importante. Outra parte importante deste processo é com calma e conscientemente perdoar a todos de seu passado a quem vocês não perdoaram, e liberá-los com amor. Façam isso, não em benefício deles, e sim para libertar a si mesmos da escravidão do não perdão que os prende. Aprendam a viver a sua vida sem odiar nem resistir ao que quer que seja, pois então vocês dirão àquilo que odeiam e resistem poder sobre vocês dentro de sua mente inconsciente, que se localiza na quarta dimensão.Com calma descubram as áreas de sua vida nas quais há padrões negativos repetidos surgindo, seja no local de trabalho, seja em relacionamentos e deduzam a partir daí que tipo de pensamento negativo poderia estar criando estas experiências, mesmo que vocês não tenham lembrança de jamais ter tido tal pensamento. Ele é inconsciente, então vocês não sabem que têm esse pensamento em seu campo de energia - É neste ponto que tantos livros sobre este assunto os confundem, pois sugerem que vocês retém conscientemente um pensamento negativo - Então mentalmente afirmem o contrário. Também passem a perceber que as visualizações são um meio de entrar conscientemente no plano astral e realizar mudanças que efetivamente modificarão sua vida para muito melhor.Espero que vocês comecem a ver que gastar tempo e esforço para fazer isto não é tempo e energia desperdiçados. Vocês estão efetuando mudanças em suas outras realidades, e essas outras realidades são causais em relação à sua realidade.

Djwhal Khul - O Tibetano

Canalização-Anne Mattews